terça-feira, 26 de julho de 2016

Vocês me ensinaram quase tudo,
Menos o absurdo de viver sem vocês..


Eu não aprendi dizer adeus,

E percebi que não aprendi andar 
Com as minhas próprias pernas,
Ainda tropeço,
Ainda sinto-me uma criança,
Ainda tenho medo, 
Tem dias que eu peço colo,
Ainda choro...

Ainda tenho tanto pra dizer,
Tem dias que tenho algo pra contar,
E falo com as paredes...

Eu acho que vocês esqueceram 
De me dizer alguma coisa,
Pois sinto falta de alguns conselhos...

Meu barco ficou sem ancora
E sem porto,
Simplesmente estou à deriva
Sem vocês na mina vida...

Eu via o Senhor orar,
Sentadinho na beira da cama...
Veio-me a lembrança,
De quando veio a me ensinar:
Com Deus me deito, 
Com Deus me levanto,
Com a graça de Deus 
E do divino Espírito Santo...

Essa lição eu guardo no peito,
E nos meus pensamentos vou levar, 
Até encontrá-los outra vez...

Há uma estação florida,
Sei que contam as horas,
E aguardam-me por lá...
Esperem-me, pois ainda é cedo,
Mas logo pegarei o trem,
Chegarei na hora
Por Deus marcada...

Saudades
In memoriam 
Dos Meus Pais

Lucy Coelho