domingo, 24 de julho de 2016


Tu minha Luz que entras pelas janelas dos meus olhos e invade a minha alma, seja totalmente sincera, que jamais deixará de me iluminar... Que jamais deixará o meu sorriso se apagar, tu minha luz que entras pelas minhas janelas...
Luz da minha vida, que espantou todo negro sombrio que, um dia me invadiu com estranhas feridas, foi me curando e deixando apenas sutis cicatrizes no meu peito, por isso, minha luz, eu te respeito... Cuidastes de mim todos os dias e foi sarando as minhas feridas, até sarar a minha dor.

Em ti
Minha luz
Encontrei abrigo
Meu amor e amigo
Que me fazes bem
E nada e ninguém
Foi tão forte
Nem a própria morte
Da qual me salvaste também...
E foi me curando
Até que restou
Apenas discretas cicatrizes
Que levo no peito
É meu segredo
Que hoje
Nada mais é
Do que o meu passado
E com ele não se importou...
Por isso,
Te valorizo
Amo o teu sorrido
E eu não preciso dizer
Mais nada
Apenas que todos os dias
Tu me saras
Luz da minha alma.

Minha Luz
Lucy Coelho