segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Meu anjo...


Saudades de tuas pequenas mãos
Meu anjo

Saudades de cantar aquela canção
Ninar-te, te embalar nos braços meus
Ver-te sorrir, sem dentes
E do teu olhar inocente
Tu és o meu melhore presente...


Quero relembrar-me
Tenho medo de esquecer como era
A tua jovem mãe
Que um dia envelheceu
O tempo passou
Mas, o meu amor
Continuo sendo teu...

Quero te embalar entre meus braços
Será eternamente teu
O meu abraço...


Meus olhos se derramam para ti
Quando me lembro do teu sorriso inocente
Do nascer do teu primeiro dente
Tu serás sempre meu
O meu melhor presente.


Para meu anjo



Lucy Coelho