quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Estrela do Mar




Era uma vez...
No fundo do oceano,
Uma estrela do mar solitária,
Que só conhecia as profundezas, 
Um dia resolveu conhecer a superfície, 
Sentir a terra e ver o céu, 
Que conhecia só por ouvir falar...

Desejou por si só, ver tudo que sonhou
E corajosamente se aventurou,
- Hoje mesmo vou a terra, quem vai me segurar?

Ao chegar a superfície se encantou com tudo que viu, 
A bichinha não tinha dentes, mas eu juro que ela sorriu,
Esses sorrisos que só os anjos podem ver,
Uma estrela dor mar sorrindo?! :O
Não pense que um dia você vai ver...

A estrela do mar nunca tinha conhecido o amor,
Mas quando conheceu a superfície
Pela primeira vez se apaixonou
E entregou-se a areia, 
Sem nenhum pudor...

Nunca havia visto as ondas se quebrarem nos rochedos,
Viu as gaivotas no céu e sentiu pela primeira vez o calor do sol.

Ao se deslumbrar com as ondas do mar,
Viu de longe uma mulher e mesmo sem voz,
Gritou que só podia ser uma sereia
E pensou,é  hoje que morro na areia...

O Sol começou a esquentar muito
E a estrela que sorria outrora, 
Agora mal podia respirar, 
Sentiu que perdia as forças, 
E não conseguiria voltar,
Sentiu saudades do seu mar...

A sereia que a estrela tinha visto no mar
Passeava na areia, 
Com as melhores intenções para tentar salvá-la, 
Tirou-a com todo cuidado da areia e a devolveu ao mar.

E a estrela do mar sobreviveu,
Mesmo morrendo de amor, 
Entendeu que a superfície não era o seu lugar.

Percebeu com tempo, quem era o seu verdadeiro amor.
Decidiu ser apenas do mar,
E foi muito feliz, desejou nunca mais voltar...
E o nome da sereia era Esperança. 

Lucy Coelho
Estrela do mar
11.08.2016