quarta-feira, 10 de agosto de 2016




Buscarei a paz e a tranquilidade,
Quero enfrentar as adversidades com serenidade...
 
Minhas pequeninas, 
Hoje as Invejei,
Pequenas e frágeis,
Na verdade a fragilidade está em mim
Na busca da força não encontrada,
Simplesmente enfraqueci,
O que parecia força outrora 
Hoje nada é em mim...

Pequenas, quero ser dessa estatura, 
Mas sarada e liberta das ataduras,
Que atam as minhas cicatrizes
De lutas perdidas...

Quero ser como as borboletas,
Audazes em um mundo de gigantes...
Com tal tamanha vitalidade,
Sobrevoando as incertezas,
Mas certa que, terei onde pousar... 

Lucy Coelho

“Pessoas audazes são as que mais conseguem vitórias na vida"