terça-feira, 26 de maio de 2015

Partidas

Hoje meu coração tornou-se de vidro
Por deverás maneiras foi simplesmente partido
Em cacos agudos e pontiagudos
Eu só sei que ferida estou.

A alma reclama,
Pois o coração dói...
Estranhamente está doendo 
E o choro não sai.

Eu só sei que queria
Apenas trazê-los de volta,
Mas onde encontrá-los?
E por mais que eu tenha fé,
Sinto em mim uma grande revolta,
Pois não há volta.

Meu texto tão pequeno
Fala de grandes partidas,
Que será apresentado
Sem que vocês estejam do meu lado,
Nunca poderão ouvir
O quanto senti
Quando percebi,
Que nada seria como antes,
Falta alguma coisa em mim.

Por que entre tantos sentimentos,
Deparo-me com essa angustia?...
Minhas palavras sentidas
Sem lágrimas descidas,
Mas tão doloridas,
Pois dói tanto segurar uma lágrima,
Quanto derramá-la...

Lucy Coelho