quarta-feira, 20 de maio de 2015

Ausência

Ai, conte-me os teus segredos
Diz para mim quais são os teus desejos?...

O que tens que me seduz e
De onde vêm a tua luz?...

Ai, conte-me como me chamas
Sem nada dizer
Nesse silêncio tão profundo
Eu penso em você...

Diz para mim 
O que eu faço
Para te esquecer?...
Ai, a noite finda
E na escuridão tortuosa
Sinto-me sedutora e poderosa...

Só queria que estivesse aqui
Mesmo em silêncio
Chamado por mim.

Lucy Coelho