terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Não me deixe nessa onda de mar reverso... Sem nascentes não há mar, sem você eu não existo, sou apenas poeira cósmica de extensas nuvens de minúsculos grãos que flutuam no espaço. Não quero ser apenas um grão dos grãos de areia que desceram entre seus dedos e o vento levou. Abraça-me forte e não deixe que nada me leve para longe de você.

Lucy Coelho
08.02.2017