terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

É notório que a poesia me sara a cada dia da minha ansiedade,
só ainda não descobri de onde brota esse remédio tão eficaz.
Conheço cada uma das minhas fobias, mas quando escrevo esqueço-me dos meus medos.
Não espero críticas e nem aplausos, afinal escrevo apenas como forma de uma terapia.
Hoje estou remediada.

Lucy Coelho