segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Uma rosa do deserto perdida em um monte, 
eternamente dependente do orvalho das noites 
e aguarda esperançosa por cada amanhecer...
Teme os raios, 
as tempestades a tormenta... 

Sonha acordada 
e guando dorme acorda espantada, 
sua solidão percorre o deserto 
e o seu lamento paira sobre o vento...

Admiradora dos lírios, 
por eles viverem nos campos feitos guerreiros em formação 
e tão audazes em meio às adversidades, 
ela percebe o quanto são gloriosos em meio a vastidão,
Há momentos que a flor os inveja 
no profundo do seu coração...

A terna rosa é eternamente apaixonada 
pelo Sol impetuoso, 
mesmo quando a castiga 
e amável com a linda lua 
que todas as noites lhe canta uma cantiga...

Eu soube que na verdade
que são os lírios que a invejam, 
visto que, mesmo possuindo tão pouco, 
a flor aprendeu a ser feliz 
na simplicidade do seu universo,
descrevendo tudo em sua volta
e traduzindo para ternos versos ....
____♥♥♥____

_ Rosa do deserto _
Lucy Coelho
13.12.2017