quinta-feira, 4 de junho de 2015

Incomparável


Se pudesses contemplar
As profundezas do meu olhar
Iria ver que nada sei
De tudo que eu queria saber
E nem por quer tanto te amei?...

Disseram-me
Que com tempo passaria
O tempo passa
O vazio aumenta
E continuo nessa...

Se pudesses contemplar
As profundezas do meu olhar
E ver o quanto dói
Ficar sem ti ter
E nesse mundo
Nada meu amor 
Compara-se a você...

Procurei velhos amigos
E me aconselharam a deixar
Todos os amigos em comum
E abandonei amigos insubstituíveis 
Abandonei lugares inesquecíveis
E nesse mundo 
Nada meu amor 
Compara-se a você... 

Se pudesses contemplar
As profundezas do meu olhar
Iria ver que nada se compara a você
Que daria tudo e um pouco mais
Para tê-lo nem que fosse por um momento
Eu juro que não invento...
E nesse mundo 
Nada meu amor 
Compara-se a você... 
Lucy coelho

Incomparável